PROBLEMAS COM BATERIAS VORTEX DE CHUMBO

Temas relacionados com bicicletas elétricas tipo scooter (até 250W)

  • Comprei Vortex RS usada, meti umas baterias novas, e estou com problemas graves. O desempenho do veículo está muito abaixo do que se esperava e, nas subidas, cuja fama da RS era elevada, agora, tenho de dar aos pedais!
    Conto dar mais detalhes, mas para já fica o aviso: cuidado com as baterias de chumbo!
    MTiago
     
    Mensagens: 18
    Registado: 23 mai 2014, 15:21


  • MTiago Escreveu:Conto dar mais detalhes, mas para já fica o aviso: cuidado com as baterias de chumbo!


    Já deve ter notado, que todos os utilizadores que optaram por chumbo, se não acrescentaram "nada" à máquina, acabam por ficar desiludidos. A questão é essencialmente consequência do facto de a "tecnologia de chumbo" ter muitas limitações. Uma delas é a quantidade de ciclos que permite realizar. Mas há uma outra igualmente importantíssima que advém directamente do peso que essas baterias tem. Logo, uma parte significativa da disponibilidade da energia "acumulada", consome-se arrastando o peso das próprias baterias. Os técnicos fazem várias sugestões para minimizar isso.
    Mas se não temos cão, caçamos com gato. Não se pode é esperar o mesmo resultado. Essa é que é "essa". Acho que é aqui que nós consumidores falhamos. Atribuímos demasiadas expectativas àquilo que compramos (e comprámos o mais económico que podemos). Muitas vezes resulta mal ...

    Não sendo eu especialista em nada, não contei desde inicio/aquisição/discussão, (mota nem bicicleta), com baterias de chumbo. É claro que a opção foi mais cara mas como utilizador comum foi a melhor opção. Certo é que todos temos que escolher, em função do que "sabemos" e com os "tustos" que temos. Essa é a nossa realidade e é com ela que temos que nos "coser".
    Economia verde, pela sua saúde!
    Avatar do Utilizador
    Batotinha
     
    Mensagens: 197
    Registado: 16 mai 2014, 22:34


  • Também tive bastantes problemas com as baterias de chumbo de uma Vortex. As primeiras foram razoáveis, o segundo pack não estava bem, foi substituído passado pouco tempo, mas, mesmo assim, as baterias nunca tiveram uma prestação como as primeiras. O terceiro pack foi uma desilusão!
    Posso ainda acrescentar, que também tive um scooter elétrica, EcoLiberty (marca Ecoglady), com baterias de chumbo, com uma qualidade medíocre. Ao final dos dois anos, apenas tinha uma bateria original, tendo sido substituídas por baterias de chumbo "novas", também com um desempenho abaixo das expectativas.
    Ao fim de alguns anos, acabei por adquirir uma scooter elétrica com baterias de lítio, e substituir o pack de baterias a chumbo da quase scooter, por um pack de lítio.
    Marcia Maia
     
    Mensagens: 9
    Registado: 17 out 2016, 21:51


  • Posso ainda acrescentar que as baterias deste ciclomotor EcoLiberty II nestes 2 anos em que esteve sempre em garantia realizaram apenas 616 ciclos de carga / descarga com uma média de 9,41Ah por ciclo, passando o veículo um total de 500hr em descarga e 4.233hr à carga. O pack de baterias poderia ainda estar a funcionar satisfatoriamente nesta altura se fosse substituído um cabo que faz o paralelo de duas baterias de 20Ah cujo terminal partiu.
    Pic 1.jpg
    Pic 1.jpg (31.43 KiB) Visualizado 7900 vezes
    Imagem
    Avatar do Utilizador
    MVS
     
    Mensagens: 677
    Registado: 16 mai 2014, 07:15
    Localização: Porto


  • MVS Escreveu:Posso ainda acrescentar que as baterias deste ciclomotor EcoLiberty II nestes 2 anos em que esteve sempre em garantia realizaram apenas 616 ciclos de carga / descarga com uma média de 9,41Ah por ciclo, passando o veículo um total de 500hr em descarga e 4.233hr à carga. O pack de baterias poderia ainda estar a funcionar satisfatoriamente nesta altura se fosse substituído um cabo que faz o paralelo de duas baterias de 20Ah cujo terminal partiu.
    Pic 1.jpg


    Olá Manuel, não querendo entrar nas questões técnicas, pois não sou especialista, a situação que referes do cabo partido, aconteceu há pouco tempo e, não está relacionada com os vários problemas que tive com as baterias ao longo de mais de dois anos. Basta dizer que apenas tinha uma bateria original, num total de quatro. Tive muitos problemas com a scooter, que me fez quase desistir de continuar a ter uma scooter elétrica. No final, também fiquei desgostosa com a posição da Ecoglady, que na minha opinião não soube defender os interesses do seu cliente perante terceiros, nem teve uma postura cordeal e facilitadora no final deste processo. Foi claramente uma experiência pouco positiva!
    Por isso, baterias de chumbo: não, obrigado!
    Marcia Maia
     
    Mensagens: 9
    Registado: 17 out 2016, 21:51


  • MTiago,

    Poderás não ter tido a melhor sorte no material, ou alguma falha na forma como foi colocado, onde se deve fazer alguns procedimentos antes da colocação das novas baterias.
    A escolha das baterias, mesmo que de chumbo, também deve ser tomada e não pela mais batata, mas pela que seja o mais indicada para o uso em questão.
    Em muitos caso não recomendo de todo o uso das baterias de chumbo. Tudo depende do uso que se lhe pretende dar.

    Uma coisa é certa, o material tem sempre razão, podemos nós não o estar a usar da melhor forma ou então não será esse o material que necessitamos, mas sim de outro.

    Fala-nos dos teus percursos e objectivos a médio e longo prazo para a tua mobilidade.
    Avatar do Utilizador
    Jorge Rocha
     
    Mensagens: 410
    Registado: 18 mai 2014, 23:56



Voltar para Quase scooters




Informação
  • Quem está ligado:
  • Utilizador a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado e 1 visitante
cron